segunda-feira, novembro 23, 2020

Raspberry PI: Testando velocidade do SD e/ou HD

 


    Hoje descobri o GNOME DISK UTILITY que me ajudou a testar a velocidade no meu Raspberry PI, do HD, Pendrive e SD.

    Para instalar é só usar o comando:

pi@raspberrypi:~ $ sudo apt-get install gnome-disk-utility

domingo, novembro 22, 2020

Raspberry PI: Identificando e montando SD externo, pendrive ou HD

 Depois de colocar um sd-card no seu Raspberry, via leitor de USB ou um pendrive USB, caso o mesmo não seja automaticamente reconhecido pelo seu micro-computador, abra um terminal e siga os seguintes passos:


1) pi@raspberrypi:~ $ sudo lsblk -p

    O resultado deve ser algo semelhante ao texto abaixo:

NAME             MAJ:MIN RM  SIZE RO TYPE MOUNTPOINT

/dev/sda           8:0    1  7,4G  0 disk 

├─/dev/sda1        8:1    1  256M  0 part 

└─/dev/sda2        8:2    1  7,2G  0 part 

/dev/mmcblk0     179:0    0   58G  0 disk 

├─/dev/mmcblk0p1 179:1    0 42,9M  0 part /boot

└─/dev/mmcblk0p2 179:2    0 57,9G  0 part /

No meu caso o sd que preciso montar está em /dev/sda e tem 2 partições: /dev/sda1 e /dev/sda2.

2) pi@raspberrypi:~ $ sudo mkdir /mnt/p2

    Para criar uma pasta / folder onde uma partição será montada. No meu caso como quero montar apenas a partição /dev/sda2, vou usar o comando:

3) pi@raspberrypi:~ $ sudo mount /dev/sda2 /mnt/p2

4) Pronto, agora tenho acesso aos arquivos.

pi@raspberrypi:~ $ ls /mnt/p2

bin   dev  home  lost+found  mnt  proc  run   srv  tmp  var

boot  etc  lib   media       opt  root  sbin  sys  usr

5) Para desmontar o sd é só utilizar o comando umount

pi@raspberrypi:/mnt $ sudo umount /mnt/p1

pi@raspberrypi:/mnt $ sudo umount /mnt/p2





terça-feira, novembro 10, 2020

Mariadb / mysql - Replicação de dados

 


    Para fazer a replicação de dados entre servidores SQL de banco de dados MariaDB ou mySQL, siga os seguintes passos:


1 - Em um terminal do servidor MYSQL/MARIADB entre no terminal como root

    mysql -uroot -p

2 - Crie o usuário replicador nos 2 servidores MYSQL/MARIADB

    create user replicador identified by 'senha';

    grant replication slave, replication client on *.* to replicador@'vps2.neoage.com.br' identified by 'senha';

3 - No servidor MASTER, configure o arquivo /etc/mysql/my.cnf adionando/alterando as seguintes linhas:

server-id = 1
report_host  = master1
log_bin = /var/log/mysql/mysql-bin.log
log_bin_index =/var/log/mysql/mysql-bin.log.index
relay_log = /var/log/mysql/mysql-relay-bin
relay_log_index = /var/log/mysql/mysql-relay-bin.index

4 - Caso necessário altere também a linha "bind-address" para que o servidor aceite conexões de entrada

bind-address            = 0.0.0.0


5 - Reinicie o servidor MASTER.


6 - Retorne no terminal mysql e verifique o status do servidor MASTER e anote as informações


    SHOW SLAVE STATUS;


+--------------------+----------+--------------+------------------+
| File               | Position | Binlog_Do_DB | Binlog_Ignore_DB |
+--------------------+----------+--------------+------------------+
| mariadb-bin.000002 |      683 | pDiretor     |                  |
+--------------------+----------+--------------+------------------+


7 - No servidor SLAVE, configure o arquivo /etc/mysql/my.cnf adionando/alterando as seguintes linhas:


server-id = 2
report_host            = slave1
log_bin = /var/log/mysql/mysql-bin.log
log_bin_index =/var/log/mysql/mysql-bin.log.index
relay_log = /var/log/mysql/mysql-relay-bin
relay_log_index = /var/log/mysql/mysql-relay-bin.index


8 - Caso necessário altere também a linha "bind-address" para que o servidor aceite conexões de entrada

bind-address            = 0.0.0.0


9 - Reinicie o servidor SLAVE


10 - Faça login no terminal do servidor SLAVE e execute os seguintes comandos:


a) mysql -u root -p

    mysql -u root -p

b) stop slave;

    stop slave;

c) Configure a replicação slave-master, use os dados obtidos no item 6 para adequar o comando

CHANGE MASTER TO 
            MASTER_HOST='your-master-host-ip',
            MASTER_USER='replicador',
            MASTER_PASSWORD='senha',
            MASTER_PORT=3306,
            MASTER_LOG_FILE='mysql-bin.000001',
            MASTER_LOG_POS=683;

d) start slave;

    start slave;

e) SHOW SLAVE STATUS para verificar se está ok ou se ocorreu algum erro.

    SHOW SLAVE STATUS;

11 - Lembre-se de verificar se o firewall tanto do servidor slave como no servidor master permitem a comunicação entre os 2.

Seagate Personal Cloud - Trocando o HD

 


    Meu Seagate Personal Cloud de 3TB parou de funcionar, a cabeça do HD fica batendo. Achei que era uma perda total, pois tentei colocar outro HD no lugar sem sucesso.

    O problema é que parte do sistema fica gravado no próprio HD.

    Com sorte, após algumas pesquisas encontrei num site russo ( https://cloud.mail.ru/public/DvD2/e6SyBugBU/ ) as imagens do HD do aparelho. Como estou num MAC tive que converter a imagem original gerada pelo HDDRawCopy para uma imagem compatível com o comando DD, presente no OSX e no Linux.

    Usei um adaptador USB-SATA para ligar o HD no meu computador e fazer a gravação da imagem.


1 - Parte 1

    Após identificar qual o caminho que o sistema operacional atribuiu para o HD, usei o comando DD da seguinte forma:

sudo dd if=pcloud.img | pv -s 80G | sudo dd of=/dev/disk4

    Onde pcloud.img é o nome da imagem, e /dev/disk4 é o caminho para o drive.

    Você pode baixar a imagem aqui neste link pcloud.img.

156301488+0 records iniB/s] [==============================>   ] 93% ETA 0:27:47

156301488+0 records out

80026361856 bytes transferred in 22717.319468 secs (3522703 bytes/sec)

74.5GiB 6:18:39 [3.36MiB/s] [==============================>   ] 93%            

156301488+0 records in

156301488+0 records out

80026361856 bytes transferred in 22717.357841 secs (3522697 bytes/sec)

    Como o DD do OSX não possui a função de visualização de status, usei o comando pv (Pipe Viewer) para me mostrar o andamento do trabalho, que no meu caso, como usei USB2.0 demorou mais de 5horas.

    A ferramenta pipe viewer pode ser instalada no mac (osx) por meio da gerenciador brew.

brew install pv

    Se você usa linux, pode usar direto o comando:

sudo dd if=pcloud.img of=/dev/disk4 status=progress

    Depois da imagem gravada, voltei o HD para o gabinete do Seagate Personal Cloud e consegui acesso ao aparelho.  Se por acaso a interface esteja em russo, use um tradutor para configurar a linguagem correta.

    Já cadastre um novo usuários principal para o seu aparelho.

2 - Parte 2

    Neste ponto você já deve conseguir acesso ao seu Seagate Personal Cloud.

    O problema é que você não tem acesso ao seu HD, mesmo com espaço disponível. Para isto devemos fazer um acesso ssh ao Seagate Personal Cloud.

    Para habilitar o acesso, siga estes passos listados neste post - Habilitar o SSH no Seagate Personal Cloud - LaCie Cloudbox

    a) Acesse o terminal de comandos, busybox, do seu Personal Cloud, por meio do protocolo SSH que você habilitou anteriormente.

iMac:~ dms$ ssh usuario@192.168.50.204

    Lembrando que aqui, usuario é o nome do seu usuário principal do seu Personal Cloud, e 192.168.50.204 é o IP do seu aparelho. Use os seus próprios dados.

    b) Agora dentro do terminal, você já pode executar alguns comandos, como por exemplo verificar as partições

[usuario@PersonalCloud ~]$ df -h

Filesystem                Size      Used Available Use% Mounted on

/dev/md4                  1.5G    399.6M      1.0G  28% /

/dev/md6               1007.9M    104.1M    852.6M  11% /rw

/dev/md6               1007.9M    104.1M    852.6M  11% /var

/dev/md6               1007.9M    104.1M    852.6M  11% /etc

/dev/md6               1007.9M    104.1M    852.6M  11% /root

none                    250.0M    780.0K    249.2M   0% /tmp

none                    250.0M         0    250.0M   0% /media

none                    250.0M         0    250.0M   0% /shares

none                    250.0M      4.0K    250.0M   0% /lacie

devtmpfs                 10.0M      4.0K     10.0M   0% /dev

/dev/md6               1007.9M    104.1M    852.6M  11% /var/lib/rainbow/shares

    c) Para ver os discos ativos e suas partições você pode usar o comando:

[usuario@PersonalCloud ~]$ fdisk -l


Number  Start (sector)    End (sector)  Size       Code  Name

   1            2048            4095       1024K   0700  grub_core

   2            4096          397311        192M   0700  boot_rescue

   3          397312          399359       1024K   0700  nv_data

   4          399360         3545087       1536M   0700  root_1

   5         3545088         6690815       1536M   0700  root_2

   6         6690816         8787967       1024M   0700  var

   7         8787968         9836543        512M   0700  swap

   8         9836544       317036543        146G   0700  dados

   9       317036544       625141759        146G   0700  teste-ext2

    d) Agora para habilitar o espaço não utilizado no HD, você deve utilizar os seguintes comandos:

[usuario@PersonalCloud ~]$ sudo -i

[root@PersonalCloud ~]# anyraid -c vg

    e) Se tudo der certo, você irá ter as novas partições e poderá ir para interface gráfica e criar os compartilhamentos.

[root@PersonalCloud ~]# df -h


Filesystem                Size      Used Available Use% Mounted on

/dev/md4                  1.5G    399.6M      1.0G  28% /

/dev/md6               1007.9M    104.5M    852.2M  11% /rw

/dev/md6               1007.9M    104.5M    852.2M  11% /var

/dev/md6               1007.9M    104.5M    852.2M  11% /etc

/dev/md6               1007.9M    104.5M    852.2M  11% /root

none                    250.0M    784.0K    249.2M   0% /tmp

none                    250.0M         0    250.0M   0% /media

none                    250.0M         0    250.0M   0% /shares

none                    250.0M      4.0K    250.0M   0% /lacie

devtmpfs                 10.0M      4.0K     10.0M   0% /dev

/dev/md6               1007.9M    104.5M    852.2M  11% /var/lib/rainbow/shares

/dev/mapper/vg-lv       288.7G     64.0M    288.6G   0% /media/internal_1

/dev/mapper/vg-lv       288.7G     64.0M    288.6G   0% /lacie/tmp

/dev/mapper/vg-lv       288.7G     64.0M    288.6G   0% /lacie/var

/dev/mapper/vg-lv       288.7G     64.0M    288.6G   0% /lacie/torrent_dir




sexta-feira, outubro 02, 2020

Amazon Prime Day - Brasil e Estados Unidos

 



13 e 14 de Outubro de 2020

   Está chegando pela primeira vez no Brasil, o Amazon Prime Day. 2 dias com muitos descontos especiais para os assinantes do Amazon Prime.

   A Amazon.com.br está prometendo grandes promoções, um esquenta para a Black Friday, que ocorre no dia 27 de novembro. 

  Somente poderão participar assinantes do plano Amazon Prime que permite assistir milhares de vídeos no Amazon Prime Vídeo, concorrente do Netflix e ainda dá direito a frete grátis em centenas de produtos. 

  O serviço Amazon Prime custa R$ 9,90 por mês no plano mensal ou R$ 89,90 no plano anual. E em qualquer um dos planos você pode testar gratuitamente por 30 dias.

  Clique no link abaixo e esteja preparado para participar das melhores ofertas nos dias 13 a 14 de outubro. 


Assine o Amazon Prime com teste grátis de 30 dias.


Links para o Amazon Prime Day em outros países:

domingo, agosto 30, 2020

Velocidade de Processadores - Comparativo

 


  Achei este site que compara a velocidade de processadores. 


https://cpu.userbenchmark.com/Compare/Intel-Core-i5-8500-vs-Intel-Core-i5-9500/m447884vsm825467


  Útil para você que está em dúvida, por exemplo, entre comprar um i5 da 8a geração e um i3 da 9a.

segunda-feira, agosto 17, 2020

Monitorando portas seriais, no Windows e no Mac (osx)

Imagem de conector db9


   Alguns softwares bem interessantes e úteis que encontrei para utilização junto com a porta serial foram:

  Eles permitem interagir com as portas seriais do computador e em alguns casos até você consegue ver o que outros softwares estão enviando e recebendo da porta serial.


Busca do Google

Custom Search